Os 10 fatos e/ou pessoas que marcaram o "Mundo Miss" em 2012, segundo o Global Beauties

O site Global Beauties, um dos mais importantes do Mundo Miss, publicou sua lista com os 10 fatos e/ou pessoas que marcaram os concursos 2012.
Quero esclarecer que esta lista trata-se da opinião do site e não do blog, pois não concordo com a exclusão do Miss Terra do chamado "Grand-Slam" do concursos, mas acho que  acertaram no fato mais importante, que é a permissão à participação dos transexuais nos concursos chancelados pela organização Miss Universo.
Vamos à lista:

10. A revolução Supra

A 4a. edição do Miss Supranational mostrou mais uma vez que "concurso bebê" do Grand Slam veio para fazer uma revolução. Sua fase fantástica, números bem coreografados e músicas incríveis, fez dele o mais original e divertido concurso de beleza do ano.

9. Queda feia
Talvez  a Guiana nunca tenha enviado uma candidata forte ao Miss Universo como Ruqqayah Boyer, em Las Vegas. Durante o show de apresentação, no entanto, a adorável Ruqqayah literalmente beijou o piso escorregadio devido a um vazamento no teto do local. Os juízes não a perdoaram, e a Miss Guiana e todas as belezas negras foram "deixadas no gelo" no Miss Universo. Uma verdadeira vergonha.
8. Miss Terra fora do Grand Slam
Um vídeo escandaloso publicado no final de novembro pela imprensa russa mostrando a presidente do concurso admitindo que ela consideraria vender o título de Miss Terra por US $ 4 milhões, causou  a exclusão do concurso do Grand Slam. 
7. Davi X Golias
Logo após a conclusão do Miss EUA 2012, a Miss Pensilvânia, Sheena Monnin, que não classificou-se entre as semifinalistas, acusou Donald Trump de escolher os resultados finais e chamou o concurso de "espetáculo inútil". Ela virou manchete em todo o mundo, mas nunca conseguiu provar a acusação. A Corte Distrital dos EUA  decidiu a favor da Organização Miss Universo, que exigiu $ 5 milhões em danos e afirmou que as declarações de Monnin se "mostraram um desrespeito imprudente ".
6. Rainhas sem coroa
2012 foi o ano do destronamento nos concursos de beleza. Algumas das rainhas que perderam sua coroa e títulos foram Miss Irlanda Mundo, Miss Universo Índia (menor de idade), Miss Fiji, (também menor de idade) Miss Universo Nova Zelândia (cidadã Sul-africana), Miss Bulgária (erro de votos), Miss República Dominicana Mundo (acima do limite de idade) e Universo (ela era casada). 
5. Misters em novembro
Pela primeira vez, todos os concursos de beleza masculinos do Grans-Slam aconteceram no mesmo mês: novembro.Tailândia recebeu o Manhunt International, vencido pelo Brasil, e Mister Internacional, vencido pelo Líbano, enquanto a Inglaterra recebeu o Mister Mundo, que teve a Colômbia como o vencedor.
4. O fator sede
Três dos quatro concursos do Grand Slam em 2012 tiveram as misses anfitriãs como vencedoras: Miss China foi coroada Miss Mundo em Ordos, a Miss Japão conquistou para seu país o primeiro título Miss  Beleza Internacional em Okinawa e, finalmente, a Miss EUA venceu o Miss Universo , realizada em Las Vegas.
 3. "Lei" esperta
A resposta da Miss Venezuela Universo para a pergunta "Se você pudesse fazer uma nova lei, o que seria?" tornou-se um dos vídeos mais vistos do Youtube. Sua resposta: "Eu acho que qualquer lei que há na Constituição ou na vida, já está feita. Eu acho que nós devemos ter um caminho direto para seguir com nossos semelhantes, ou, em nossas vidas. Por exemplo, eu sou uma surfista, e eu acho que a melhor onda que eu posso ter é a onda que eu esperar. Então faça do nosso direito, o que deve ser feito. Obrigado Vegas! ".
No entanto, ela era tão linda, que mesmo depois de tal resposta conseguiu terminar em 3 º lugar.
2. Saia do meu caminho Nova Zelândia!
 A Miss Mundo Nova Zelândia Collette Lochore está radiante para a câmera quando, de repente, a Miss Malawi, Susan Mtegha a empurra para o lado. Lochore tenta não ficar fora do enquadramento, mas é claramente infeliz.  A Miss Malawi, enquanto isso, finge que não aconteceu nada. Tudo aconteceu durante a apresentação das candidatas no Miss Mundo, realizado em Ordos, China.
1. Um espetáculo para todos
Jenna Talackova decidida a competir no Miss Universo Canadá 2012 recorreu o corte final. Os organizadores depois de descobrirem que ela tinha nascido um homem e  tinha participado de uma competição para transexuais, a desclassificaram. As regras do concurso exigiam que seus concorrentes deveriam ter "naturalmente" nascidas mulheres. Ela foi ao tribunal e desafiou os organizadores do concurso, incluindo Donald Trump, proprietário do Miss Universo, para reverter a decisão e permitir que ela competisse. Jenna ganhou o caso e fez história quando a organização do Miss Universo emitiu uma declaração dizendo que "desde que ela atenda aos padrões de exigências legais de reconhecimento de gênero do Canadá, entendemos que Jenna Talackova está livre para competir no concurso Miss Universo Canadá 2012. "Talackova não ganhou o título, mas abriu uma porta para milhares de transexuais que desejam competir em seus próprios países no futuro.

Jenna Talackova

Comentários

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...

Postagens populares

Obrigado Kamilla Salgado!

Renata Fan, Miss Brasil 1999, faz 34 anos e recebe homenagem

Há 50 anos Ieda Maria Vargas era coroada Miss Universo 1963

Sabrina de Paiva - Miss São Paulo 2016 - participa de encontro com mulheres negras ativistas

Bruna Zanardo perde o título de Miss Terra Fogo 2016

Caroline Oliveira é a Miss Bahia 2017

Miss São Paulo 2017: polêmica sobre o resultado

Cristina Alves é a Miss Brasil Beleza Internacional 2013

Um Sonho de Miss: Adriana Alves de Oliveira