Miss São Paulo 2017: polêmica sobre o resultado

O Mundo Miss brasileiro está fervilhando com a cópia digital (print) de parte do Manual de Operações e Ética do concurso Miss Brasil que está sendo compartilhada nas redes sociais.
Nela pode-se ler a seguinte orientação:

" IMPORTANTE: se você já foi Miss Estadual em algum concurso anterior licenciado pelo Miss Brasil Universo, fica proibida a participação nos futuros concursos Miss Brasil Universo representando outro Estado."

A Miss São Paulo 2017 - Karen Porfirio, é a detentora do título de Miss Minas Gerais 2014, então não poderia representar o estado de São Paulo no certame nacional se o item for considerado
Até o presente momento a empresa responsável pelo concurso Miss Brasil 2017 e pelo concurso Miss São Paulo 2017 não se pronunciou sobre a polêmica, mas disponibilizou hoje uma nova versão do manual, onde o item foi excluído.
Não tenho formação em Direito, mas acredito que as candidatas tenha assinado algum tipo de contrato baseado no Manual. A questão é: elas assinaram a nova versão e foi uma falha da organização não ter atualizado o site? Se foi isso que ocorreu acredito que uma explicação se faz necessária, mas se o contrato for baseado no manual anterior, o resultado do Miss São Paulo tem que ser anulado.
Espero que a organização do Miss Brasil, coordenadores e candidatas se posicionem sobre essa grande polêmica.

Karen Porfiro - Miss SP 2017

Print do manual anterior


Comentários

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...

Postagens populares

Obrigado Kamilla Salgado!

Renata Fan, Miss Brasil 1999, faz 34 anos e recebe homenagem

Há 50 anos Ieda Maria Vargas era coroada Miss Universo 1963

Sabrina de Paiva - Miss São Paulo 2016 - participa de encontro com mulheres negras ativistas

Bruna Zanardo perde o título de Miss Terra Fogo 2016

Caroline Oliveira é a Miss Bahia 2017

Cristina Alves é a Miss Brasil Beleza Internacional 2013

Um Sonho de Miss: Adriana Alves de Oliveira